Nova Geração Scania: Uma cabine completamente nova por dentro e por fora - Blog Cavese Scania - Tudo sobre o seu caminhão
Nova Geração Scania: Uma cabine completamente nova por dentro e por fora

São muitas novidades e tecnologias embarcadas na nova geração de caminhões Scania, confira!

  • Modelo S: pela primeira vez um piso plano para maior conforto;
  • Mais forte, seguro e aerodinâmico;
  • Sistema modular torna o reparo das cabines mais fácil em caso de acidentes;
  • Eixo dianteiro reposicionado e baixo centro de gravidade para maior segurança e conforto na condução;
  • O primeiro caminhão do mundo com airbags laterais.

 

A nova geração de caminhões

A Scania está reformulando completamente sua gama de cabines com a chegada da Nova Geração de caminhões. A grande novidade é a versão S, que pela primeira vez disponibiliza ao cliente o piso plano. Esta será a versão topo de linha para os compradores mais exigentes. As novas cabines foram projetadas até o último detalhe para atender às demandas de hoje e dos próximos anos em termos de produto e serviços.

A Nova Geração de cabines foi projetada, desenvolvida e produzida pelos próprios designers da Scania. A aparência as torna imediatamente reconhecíveis como genuinamente Scania. O visual é ainda mais imponente e marca uma presença de autoridade na estrada como nunca antes se viu num caminhão premium.

A estrutura básica das cabines foi desenvolvida em estreita cooperação com a Porsche Engineering, empresa que pertence ao mesmo grupo da Scania. A nova gama não tem sequer uma peça em comum com as cabines atuais P, G e R.

 

Quatro áreas foco

A nova geração foi desenvolvida com uma série de características globais em foco: ambiente de condução, economia de combustível, melhor utilização do espaço interior, segurança e máxima confiabilidade. Esses requisitos também impulsionaram a criação da lateral da cabine, são refletidos nos detalhes e em todo o design geral.

Os novos caminhões da Scania irão abranger nada menos que 19 diferentes especificações da cabine. Para se ter ideia, a gama atual oferece sete opções. Isso permite à Scania personalizar a solução correta ao cliente para cada tipo de aplicação, independentemente do foco estar no espaço interior, economia de combustível, o máximo de conforto ou maior capacidade de carga.

Um aço de maior resistência passa a compor a estrutura da nova cabina para aumentar ainda mais a robustez do “escritório sobre rodas” do motorista. Os vários elementos da armação foram moldados por compressão ou rolamento antes de serem acoplados a partir de diversas técnicas de soldagem, solda a laser ou processos adesivos hi-tech, criando um monocoque (estrutura que suporta cargas na cobertura externa) extremamente resistente.

“O desenvolvimento de novas cabinas de caminhão premium é um processo altamente complexo”, diz Celso Mendonça, gerente de Pré-Vendas da Scania no Brasil. Visibilidade, conforto, requisitos obrigatórios por lei, funcionalidades, ergonomia, baixo peso e alta segurança são apenas algumas das áreas que precisam ser minuciosamente analisadas, independentemente do tipo de aplicação do cliente. “Estamos satisfeitos com o que conseguimos e convencidos de que esses caminhões irão definir um marco na indústria também no Brasil, igual está sendo na Europa.”

 

Forma e funcionalidade caminham lado a lado

Quanto ao exterior da cabine, a Scania tem dado prioridade aos aspectos relacionados com a aerodinâmica e, consequentemente, ao consumo de combustível. Cada superfície, na parte da frente, nas laterais e até debaixo do veículo, foi otimizada para uma resistência mínima do ar. Componentes como espelhos retrovisores e todas as luzes foram concebidos nesse ideal. Um exemplo concreto é que a viseira padrão da indústria não vem de série. Mesmo equipamentos como defletores de ar foram cuidadosamente integrados na concepção global, para mais uma vez não desamornizar o conjunto com qualquer cabine e operação.

Aerodinâmica no estado da arte foi um dos objetivos da Scania durante o processo de desenvolvimento. A Scania trouxe suas excelentes experiências do Streamline e o resultado foi um caminhão que pode agora reduzir o consumo de combustível em 2%, graças à menor resistência do ar, em comparação à linha atual P, G e R.

“Em nossa “caça” diária contra o despedício de combustível, a aerodinâmica, em particular, é um componente extremamente importante”, explica Mendonça. “Pode até parecer pouco quando falamos em 2%, mas no dia a dia do transportador fará uma enorme diferença. Principalmente analisando toda a vida útil do caminhão. O impacto já será sentido logo nas primeiras viagens”, salienta. “A nova aerodinâmica da cabine também ajuda na redução de ruído, dentro e fora do veículo.”

 

Espaço maximizado na cabine S

Todas as cabines são projetadas com foco no motorista. Independentemente de qual cabina os clientes escolham, eles terão espaço interior ainda mais generoso do que antes. Trata-se de um acréscimo de duas polegadas de comprimento e também um aumento geral na altura do teto. “O novo teto padrão é 10 centímetros maior do que o atual”, diz. “E mesmo os modelos de teto superiores são um pouco mais espaçosos do que antes. Estamos falando de uma diferença de altura de 16 centímetros, que será apreciada particularmente por aqueles que passam mais tempo na cabina.”

O maior destaque em termos de altura é a nova cabine S, que tem piso completamente plano (inédito na linha Scania no Brasil) e máximo espaço interior. Será, naturalmente, a escolha para os clientes com as mais altas exigências de conforto, prestígio e produtividade. “O espaço interior é magnífico. Para entrar nela serão quatro degraus, ao contrário dos três tradicionais. Não há como negar que a nossa nova cabine S ofusca tudo o que fizemos antes em termos de conforto, armazenamento interno, espaço, ergonomia e visibilidade. Ela se tornará um objeto de desejo, sem dúvida.”

 

Evoluções substanciais de visibilidade

Nas novas cabines, a posição de direção do motorista foi deslocada 65mm mais próximo do pára-brisas e 20mm para o lado, em comparação com a cabine atual. Dentre os principais benefícios, estão melhorias em segurança, visibilidade e espaços interiores (particularmente para as camas e regulação dos estágios da suspensão a ar dos assentos).

A melhor visibilidade foi alcançada graças a uma maior área envidraçada frontal e pela realocação numa posição mais baixa do painel de instrumentos. Os espelhos retrovisores receberam uma atualização de um novo design completamente focado em aerodinâmica de alta eficiência. Os ocupantes passam a ter uma visão das imediações do caminhão ainda maiores. Os espelhos nas cabines R e S têm uma função de grande angular, são eletricamente ajustáveis e têm amortecimento eficaz de vibrações.

Os espelhos frontais ganharam novo design e formato, com o objetivo de oferecer um maior campo de visão e melhor aerodinâmica. O ajuste elétrico também está disponível como opcional. Todos os suportes de espelho podem ser pintados. As cabines estão prontas para a instalação de câmeras, até no lugar de alguns dos espelhos.

“A excelente visibilidade é fundamental para uma experiência ideal de condução e para a segurança. Há muitos parâmetros diferentes que interagem para criar esse sentimento”, enfatiza o gerente. Toda a experiência combinada dos times das engenharias de Ergonomia, Design e Interface entre pessoas e veículos esteve profundamente envolvida no projeto.

 

Foco na experiência de condução

A Scania sempre colocou muita ênfase na experiência do condutor, como parte essencial de seu DNA de criação e a Nova Geração de caminhões não é exceção. “O centro de gravidade está mais baixo”, relata Mendonça. “Isso traz benefícios como maior estabilidade ao fazer curvas e sob forte frenagem, sem afetar o conforto do motorista. A experiência na direção está mais dinâmica e prazerosa como nunca.”

A Nova Geração chega com sistema de frenagem mais avançado. Para colocar em prática sua eficiência, a solução foi trazer o eixo dianteiro em 50mm para frente. Aliado ao centro de gravidade mais baixo da cabine, um cavalo mecânico 4×2 com cerca de 40 toneladas de peso total pode parar totalmente, por exemplo, numa velocidade de 80 km/h em uma distância 5% mais curta. “É um dado muito importante para a segurança nas estradas. É uma contribuição para diminuir acidentes”, conta Mendonça.

 

Primeiro caminhão com airbags laterais

As novas cabines podem ser equipadas com airbags laterais anticapotamento, que são integrados no teto da cabine, uma técnica que nunca havia sido usada antes em caminhões. Junto com o uso do cinto de segurança, a “cortina” de airbags é uma característica crucial na prevenção de um dos tipos mais comuns de acidentes, com consequências graves envolvendo caminhões: o motorista ser atingido dentro da cabine por partes interiores ou ser preso por baixo dela.

Então, o que achou dos caminhões da nova geração Scania? Deixe sua opinião nos comentários desta postagem!
Ficou curioso pra saber mais? Assista ao vídeo de pré-lançamento para conhecer um pouco mais dessas novas máquinas.

Interessado? Fale com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *