Entenda a importância de fazer o controle de combustível da frota! - Blog Cavese Scania - Tudo sobre o seu caminhão
Entenda a importância de fazer o controle de combustível da frota!

Em uma transportadora, fazer o controle de combustível de forma eficiente deve ser uma das prioridades. Isso porque o abastecimento de caminhões representa uma das maiores despesas desse tipo de empreendimento.

Quando esse fator é considerado, a gestão de frota fica mais fácil. Afinal, ao controlar o preço e o volume do diesel consumido, é possível economizar e direcionar os recursos para outros investimentos.

Como essa é uma tarefa desafiadora, elaboramos este post. Nele, você vai entender melhor o controle de combustível, sua importância e como fazê-lo. Confira a seguir!

A importância do controle de combustível para frotas

Quando o assunto é logística, a palavra poupar é muito bem-vinda. Isso, claro, desde que não prejudique a qualidade e o prazo das entregas. Em conjunto com outras práticas estratégicas, o controle de combustível é a chave para o sucesso a longo prazo.

O problema é que nem sempre esse gerenciamento é prioridade. No caso de uma transportadora, é necessário um acompanhamento mais aprofundado, que observe variáveis como a média de quilômetros por litro em cada veículo. Isso é necessário porque podem haver oscilações entre os caminhões. Esses fatores incluem:

  • particularidades mecânicas;
  • estilo de condução do motorista;
  • condições do asfalto;
  • desgaste de peças;
  • qualidade do combustível e do arla;
  • calibragem de pneus.

Controle de combustível e tecnologia

A tecnologia é essencial para ajudar no controle de combustível da frota. E, quanto maior a estrutura, maior a dependência de uma ferramenta automatizada. Hoje em dia, há softwares que coletam, organizam e fornecem informações em tempo real sobre as atividades exercidas por veículos e caminhoneiros.

Com esses dados, é possível saber se a rota determinada é seguida, se a velocidade indicada é respeitada, se há frenagem brusca e outros aspectos. Além disso, o sistema de gestão pode saber se o veículo está em marcha lenta e por quanto tempo isso ocorre — se for frequente, o aumento no gasto com diesel é inevitável.

Um aspecto relevante que pode ser tratado por um bom software é o cômputo dos abastecimentos feitos em cada uma das unidades da frota. Isso permite obter relatórios de médias de consumo, além de fazer comparativos por meio do rendimento do combustível adquirido em cada posto.

E um programa especializado também contribui com a gestão do negócio como um todo. Isso porque ele simplifica as tomadas de decisão e ajuda a planejar ações estratégicas com mais eficiência.

Como fazer o controle de combustível

Nesse cenário, fazer um controle rigoroso do abastecimento é indispensável para que a gestão da frota seja bem-sucedida. Conheça, a seguir, algumas recomendações que podem ajudar nesse sentido.

Estimule a economia de combustível entre os funcionários

Por vezes, o desperdício surge somente por ausência de orientação e informação. Investir em palestras sobre como os condutores podem tirar o máximo dos caminhões com que trabalham é importantíssimo.

Além disso, dar exemplos de condutas simples que podem ser adotadas no dia a dia é essencial. Isso inclui, por exemplo, acionar as marchas no tempo certo e desligar o veículo quando ele estiver parado.

Cuide da manutenção da frota

A manutenção é crucial para gerenciar o combustível com eficiência. Ações como acompanhamento de filtros de Diesel e de ar, unidades injetoras, compressor de ar, bem como o controle de pressão dos pneus e alinhamento podem afetar diretamente o consumo.

Na prática, caminhões sem reparos pontuais gastam mais diesel, apresentam maior probabilidade de acidentes e ficam mais tempo parados para conserto. Logo, a manutenção preventiva deve ser uma prioridade da transportadora.

Durante o período de garantia, faça todas as revisões para que os caminhões estejam sempre em bom funcionamento. Depois, elabore um histórico de tudo o que foi feito nesse processo, para saber se ainda compensa investir em reparos ou se já é o momento de substituir alguns veículos.

Estabeleça parcerias com os postos de abastecimento

Uma maneira de otimizar o controle de combustível é fazer parcerias com os postos de abastecimento. Para isso, estreite a relação com eles e priorize aqueles que transmitem mais confiança e oferecem produtos de qualidade.

Com isso, é possível sugerir, por exemplo, que toda a frota abasteça apenas em postos de uma determinada marca. Assim, podem ser negociados prazos maiores e condições melhores de pagamento.

Planeje melhor as rotas

A lógica é simples: quanto mais o caminhão corre, mais diesel ele consome. Não há como mudar esse raciocínio e a única saída para um efetivo controle de combustível é a avaliação das rotas que a frota percorre.

Ao encontrar trajetos melhores — com menos sinais de trânsito ou congestionamentos e que ajudem a diminuir o percurso —, os gastos são menores. Vale a pena investir um tempo para estudar os melhores caminhos para fazer as entregas.

E mais: é importante ficar atento quanto ao nível de periculosidade das rotas menores, ainda mais se elas tiverem alta incidência de acidentes e roubos, por exemplo. Avalie todas as perspectivas para garantir a segurança da equipe.

Atente-se ao peso das cargas

Quanto mais carga houver no veículo, mais diesel será consumido. Logo, é indispensável atentar-se ao peso máximo suportado e como é feita a distribuição da mercadoria no caminhão.

Os motoristas devem estar cientes disso e o gestor, por sua vez, precisa fiscalizar esse aspecto constantemente para que ninguém deixe de cumprir o recomendado. Assim, a frota evita levar multas por negligência.

Tome mais cuidado com os pneus

Pneus que não estão dentro das condições ideais, como com a calibragem abaixo do recomendado, têm mais resistência contra o solo e exige maior esforço do motor. Embora pareça um ponto aparentemente irrelevante, ele pode afetar a economia de combustível a curto prazo.

Para evitar isso, basta calibrá-los sempre antes de seguir viagem. O ideal é que o processo seja feito a frio, para que a pressão inserida nos pneus seja a mais correta possível.

Essas recomendações ajudam a fazer um controle de combustível eficiente na frota da transportadora. Considere obter um software de gestão especializado no segmento de transportes para ajudá-lo a administrar as informações de veículos e motoristas. Assim, é possível elaborar novas práticas de economia e dinamizar os processos como um todo.

Se você achou este post útil, assine nossa newsletter. Assim, você vai receber novos conteúdos sempre em primeira mão e diretamente em sua caixa de e-mail!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *